Ângela Diniz - A Menina da Missa das Dez ou a Pantera de Minas? Memórias do Julgamento de Doca Street

Herry Charriery da Costa Santos

Resumo


Ângela Diniz era conhecida no mundo artístico como a “Pantera de Minas”. Mas no seio de sua família ela continuava sendo a “Menina da Missa das Dez”. Tinha 32 anos, três filhos de um primeiro casamento marcado por ciúmes e escândalos. Era uma mulher cobiçada por homens e mulheres. Entretanto, em 1976, a sua vida foi fatalmente interrompida: quatro tiros, disparados por um namorado que ela conhecera três meses antes, tirava a vida de uma das badaladas modelo brasileira. O que seria um “simples” crime passional, tão comum na época, passou a ser um dos casos de crime contra a mulher com maior repercussão no Brasil. Ângela Diniz foi morta por Doca Street, de quem ela desejava se separar e reconstruir a sua vida de sucesso e liberdade. Este artigo, portanto, se concentra na análise das relações de gênero e retoma a problemática das representações identitárias construídas no processo criminal que envolveu a modelo Ângela Diniz e Doca Street. Dessa forma, este trabalho é um percurso sobre as tensões cotidianas da relação amorosa, afetiva e sexual dos sujeitos envolvidos neste caso, segundo as memórias do julgamento de Doca Street.

Palavras-chave: Crime passional. Violência de Gênero. Feminismo.

 

Abstract

Ângela Diniz – The Girl of the Tenth-Hour Mass or the Panther of Minas?

Memoirs of the trial of Doca Street

Ângela Diniz was known in the artistic world as “The Panther of Minas”, but, for her family, she was still “The Girl of the Tenth-Hour Mass”. She was thirty-two years old and had three children from a first marriage full of jealousy and scandals. She was desired by men and women. Nevertheless, in 1976, her life was fatally interrupted: four shots, fired by a boyfriend she had met three months before, took the life of one of the most admired Brazilian models. What was to be a “simple” crime of passion, too common by those days, turned into one of the most famous crimes against women in Brazil, in the Seventies. Ângela Diniz was murdered by Doca Street, whom she intended to leave, in order to build a life of success and freedom. This article, therefore, concentrates in the analysis of the gender relations and approaches again the problematic of identity representations constructed in the criminal lawsuit involving model Ângela Diniz and Doca Street. Hence, this work is a path through the daily tensions of the love, affective and sexual life of the subjects involved in the case, according to the memoirs of the trial of Doca Street.

Keywords: Crime of passion. Gender violence. Feminism.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

Licença Creative Commons

Logotipo do Crossref